E-book gratuito Revolução verde

BAIXAR E-BOOK

Blog

Gestão ambiental: por que ser uma fazenda sustentável?

PUBLICADO EM: 05/jan/2018

Segundo a Agro Sustentável, os desafios mundiais para o presente e futuro são inúmeros. Entre eles estão alimentar a população estimada em 9 bilhões de pessoas em 2050 e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente. Além disso, nos próximos  40 anos, o mundo terá de aumentar em 70% sua produção agrícola para evitar uma grave crise alimentar. É justamente por isso que vamos falar sobre Gestão Ambiental.

Com isso, entende-se que o mundo precisará ampliar a produção de alimentos, fibras, biocombustíveis e enfrentar desafios para alcançar uma alimentação mais saudável, nutritiva e segura. Mas para que isso seja possível, o mundo precisará ser sustentável e pensar em medidas práticas para não causar danos ao planeta.

Contudo, é um erro acreditar que a sustentabilidade representa apenas a não degradação do ambiente. A abrangência do termo sustentabilidade ultrapassa isso e vai muito além, pois incorpora questões relacionadas à qualidade de vida, tecnologias limpas, utilização consciente e racional dos recursos, responsabilidade social, e muitos outros.

É necessário entender que para ser sustentável, qualquer atividade precisa ser “economicamente viável, socialmente justa, culturalmente aceita e ecologicamente correta”. E, pensando nesta regra, é possível notar que ela se baseia na adoção de práticas sustentáveis e socioambientais na agricultura, na pecuária e em todas as atividades rurais, com o objetivo de garantir o bem-estar coletivo, além de equilíbrio entre produção, questões econômicas e culturais e conservação dos bens naturais.

Mas por que adotar a sustentabilidade em uma fazenda?

Segundo Beatriz Domeniconi, coordenadora executiva do GTPS (Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável), o uso eficiente dos recursos naturais, humanos e financeiros, possibilita que o produtor tenha segurança jurídica, fazendo com que a atividade exercida por ele seja legalmente sustentável. Para ela, “É sempre possível seguir produzindo na quantidade e qualidade necessárias, sempre atendendo à legislação vigente (ambiental, trabalhista e fundiária)”.

Seguindo essa linha, outro motivo (que é o mais importante) para ter uma fazenda sustentável é a questão da consciência. Gerir uma fazenda que se esforce para ter ações sustentáveis e práticas que contribuem com a preservação do planeta como um todo, acarretará em ganhos produtivos, econômicos e sociais, o que resultará em benefícios para todas as vertentes da sociedade.

Além disso, de acordo com o manual de boas práticas sustentáveis do Rabobank, uma propriedade rural sustentável atende a uma crescente preocupação, por conta do menor impacto que gera no meio ambiente. Assim, fica mais fácil encontrar melhores compradores nacionais e internacionais para seus produtos, se tornando referência como propriedade certificada e que se preocupa com a sustentabilidade.

Outro ponto que é considerado uma boa justificativa para se investir em uma fazenda sustentável é a lucratividade. Fazendas modelo e que priorizam ações sustentáveis já entendem que, mesmo em meio à crise econômica atualmente enfrentada, optar para que isso aconteça não pode ser considerado um custo, mas sim um investimento que visa o lucro. É preciso ter ciência de que os benefícios em reputação e competitividade são notáveis, e a sustentabilidade tem grande função para aprimorar a percepção de riscos que antes não eram tão evidentes nos custos da fazenda.

Como exemplo disso, temos as pastagens na atividade pecuária. Quando são bem manejadas, são também altamente produtivas e possuem capacidade de diminuir efeitos negativos da pecuária no meio ambiente. Além disso, com um melhor manejo, a produtividade tende a crescer, aumentando a rentabilidade da atividade. Quando conduzida de forma mais sustentável, a atividade pode não só reduzir custo, mas aumentar a receita.

O que é preciso para tornar uma fazenda sustentável?

Caso seja do seu interesse ter uma fazenda sustentável, é preciso ter em mente que as atividades desenvolvidas na propriedade são complexas. Por isso, existem algumas medidas que precisam ser seguidas para que as atividades sejam realizadas com eficácia e seguindo as normas existentes. São elas:

 

  • Planeje estrategicamente o desenvolvimento da propriedade rural;
  • Tenha uma postura proativa e que condiz com a gestão dos aspectos trabalhistas e ambientais;
  • Conheça todos os requisitos legais do negócio;
  • Ofereça treinamento e capacite os funcionários/mão de obra da sua propriedade;
  • Forneça condições de trabalho que seguem a legislação vigente;
  • Pesquise e conheça tecnologias e soluções inovadoras para implementá-las no seu negócio;
  • Reduza o consumo de recursos como matéria-prima, água e energia;
  • Instale sistemas que permitam a reutilização de produtos e uso de materiais alternativos;
  • Utilize produtos que não agridam o meio ambiente ou aqueles que causem o menor impacto possível;
  • Adote boas práticas agrícolas de produção.
  • E, principalmente, preocupe-se com o bem-estar das pessoas que vivem em sua fazenda.

 

Quer uma ajuda para fazer da sua fazenda uma propriedade sustentável e que contribui com o crescimento e desenvolvimento do planeta? Conte com a MPrado Agronegócios e tenha os melhores serviços de consultoria capazes de otimizar processos e atingir os objetivos do seu negócio.

Acesse nosso site e conheça um pouco mais dos serviços oferecidos.

Solicite uma ligação

Preencha os campos que nós entraremos em contato rapidamente. Ficaremos felizes em falar mais sobre como podemos aprimorar a gestão da sua empresa.