E-book gratuito Revolução verde

BAIXAR E-BOOK

Blog Gestão Pecuária Planejamento

mprado

15/jul/2019

A Gestão Mudando a Pecuária

A pecuária possui particularidades que poucas outras atividades têm. Nossa mercadoria é viva, movimenta-se, requer planejamento de longo prazo, utiliza alimentos que também são vivos e dependem do clima, e ainda está sujeita aos mercados internacionais.

A gestão profissional é a primeira solução que podemos aplicar em uma propriedade rural. Com ela, temos a chance de conhecer os reais números do negócio, e posteriormente decidir quais outras tecnologias podemos implantar para otimizar os ganhos da pecuária. 

QUAIS AS MELHORES TECNOLOGIAS PARA MINHA PROPRIEDADE RURAL?

Podemos citar algumas tecnologias, como a própria gestão profissional da propriedade, a divisão, rotação, adubação e irrigação de pastagens, o confinamento e a integração Lavoura-Pecuária-Floresta.

QUANDO USAR ESTAS TECNOLOGIAS?

Quando temos os números na ponta do lápis, sabemos exatamente onde devemos focar nossa energia, e melhorar os ganhos por hectare. As vezes chegamos em uma região e vemos duas fazendas vizinhas, uma o proprietário está em boas condições financeiras, na outra ocorre o contrário, e analisando as duas, descobrimos que a gestão foi o fator crucial que gerou esta diferença.

O controle dos números da fazenda de uma maneira eficiente, nos possibilita enxergar pontos de melhoria nos índices financeiros e zootécnicos, e abre espaço para a tomada de decisões estratégicas com base nestes índices.

O QUE SÃO ÍNDICES ECONÔMICOS E ZOOTÉCNICOS?

Índices Econômicos são aqueles que mostram a situação financeira da fazenda, mostra se está pagando suas contas ou está se endividando, podemos citar alguns exemplos destes indicadores como:

  • Custo por arroba produzido
  • Custo por hectare/ano
    Lucro por arroba
  • Lucro por hectare/ano.

Os Índices Zootécnicos são aqueles que medem a eficiência do sistema produtivo, e sempre impactam nos Índices Financeiros, podemos citar alguns exemplos destes indicadores como:

  • Desfrute
  • Ganho médio de peso a pasto 
  • Lotação de u.a. por hectare
  • Produção de arrobas por hectare
  • Taxa de prenhez
  • Taxa de desmame

Conhecidos estes índices, podemos definir as estratégias que vamos utilizar para melhorar a rentabilidade financeira e a produtividade da fazenda, e definidas as estratégias que serão tomadas, o próximo passo é controlá-las e melhorá-las no dia a dia da fazenda.

O QUE PODEMOS CONCLUIR?

A gestão controla os números e nos possibilita analisar o negócio de forma profissional, e posteriormente descobrir novas oportunidades de ganhos com talvez um baixo investimento financeiro.

 

Leonardo Galvao Netto

Zootecnista e Consultor na MPrado Agronegócios

mprado

18/jun/2019

A Globalização do Agronegócio

Com a globalização da economia, o Agronegócio brasileiro, assim como todos os outros setores produtivos, teve que recalcular suas rotas, suas ações e conceitos. Uma nova realidade, sem fronteiras, que causou uma mudança na forma de pensar e agir do produtor rural.

UMA VISÃO MAIS AMPLA

A imagem da Fazenda como simples fornecedora de matéria prima não cabe mais. É fundamental que o produtor assuma uma visão sistematizada de produção e comercialização, priorizando a eficiência, para equilibrar seu negócio e manter a sua competitividade. A definição do Agronegócio passou a ser muito mais ampla, interligando tecnologia, pesquisa, insumos, processamento, preço e distribuição.

RELAÇÃO PROFISSIONAL COM O MERCADO

É fundamental que o produtor rural conheça seu lugar na cadeia produtiva, independente do tamanho de seu negócio. Dessa forma ele terá totais condições de responder a quatro perguntas-chave: O que? Quando? Quanto? Pra quem produzir? Tendo sempre a consciência de que, neste modelo, o gerente é o mercado e o dono é o consumidor.

No mundo globalizado, um relacionamento profissional com o mercado é imprescindível em todas as etapas do agronegócio, principalmente nas etapas que ocorrem dentro da porteira.

A comercialização é o momento mais importante do processo produtivo. Saber vender bem é essencial.

O DESAFIO DA EFICIÊNCIA

Na conjuntura atual, onde a competição, a produtividade e a tecnologia autossustentável ditam as regras, alguns conceitos começam a perder espaço, em especial o que colocava o Estado como grande administrador do Agronegócio Nacional.

Contudo, fica claro nesse novo cenário, que um sistema equilibrado e sua competitividade a longo prazo, ainda são muito dependentes das políticas macroeconômicas do governo (câmbio, juros, impostos, inflação). Ainda assim, é correto afirmar que a força do mercado é hoje a referência maior do agro, apoiada por novos instrumentos de gestão que mudam as perspectivas do setor.

É o desafio da eficiência, que cada vez mais norteia a gestão do agronegócio. sobrevive quem oferece resultados e atua sempre em sintonia com o ambiente globalizado já estabelecido.

mprado

21/maio/2019

A Importância de uma Boa Política de Recursos Humanos

A condução eficiente das relações interpessoais é um diferencial positivo na administração de qualquer empresa, e no agronegócio não é diferente.Para o Recursos Humanos é fundamental entender o colaborador como fator primordial para o sucesso de seu negócio, dando a ele totais condições para exercer suas funções com eficiência.

O bom gestor de recurso humanos está sempre em contato com seus colaboradores, buscando entender suas reais necessidades e adequando seu talento às soluções que irão contribuir para o crescimento da fazenda. Para isso, é fundamental definir políticas de recursos humanos.

IDENTIFICANDO O TALENTO

No momento da contratação de um profissional, é preciso analisar e verificar se ele tem o perfil que se enquadra aos anseios da empresa. E isso vai muito além de uma simples entrevista, é necessário analisar e perceber todo o potencial do possível funcionário.

Mesmo após a contratação, é importante que haja um acompanhamento do setor de recursos humanos. Desta forma, será possível verificar o desempenho do colaborador no momento de executar determinadas funções do agronegócio e confirmar, na prática, se realmente ele corresponde ao perfil que a empresa busca.

LAPIDANDO O TALENTO

A modernização do agronegócio vem aumentando a exigência de qualificação para atender ao mercado. As novas tecnologias, a abertura do comércio e o aumento da competitividade estão promovendo uma grande transformação no setor rural brasileiro. O perfil dos trabalhadores também mudou, devido a uma demanda cada vez maior por colaboradores qualificados.

As fazendas familiares se transformaram em grandes empreendimentos agroindustriais, que trouxeram para o campo a necessidade fundamental de uma maior profissionalização.

Portanto, a capacitação, atualização e o aprendizado constante do colaborador, de qualquer função no setor do agronegócio, são fatores fundamentais para o aumento da produtividade e da lucratividade de sua Fazenda.

 

VALORIZANDO O TALENTO

Mais que contratar a pessoa certa, é preciso saber mantê-la. Muitos funcionários promissores acabam saindo das empresas quando percebem que não irão realmente alcançar a ascensão que ele esperava para sua carreira.

Valorizar o talento é uma missão complicada para os empresários do agronegócio. Alguns profissionais, principalmente os mais jovens, são muito ansiosos por resultados e promoção de cargos.

Para amenizar este problema, recomendamos a adoção de políticas e diretrizes que motivem os colaboradores, aumentando assim seu comprometimento com as metas e a cultura administrativa da empresa, por exemplo:

– Treinamento e capacitação constantes;
– Feedback e Suporte contínuos ao funcionário;
– Remuneração compatível à realidade do mercado;
– Respeito à meritocracia;
– Bonificação por metas;
– Desafios e novos projetos;

– Saber ouvir e estar sempre aberto aos novos projetos e ideias de seu funcionário.

 

Essas são algumas das políticas internas de recursos humanos que podem ser adotadas em seu agronegócio, ajudando sua fazenda a extrair o melhor de cada colaborador, mantendo sua equipe sempre motivada e parceira de seus objetivos empresariais.

A MPrado, possui vários módulos que podem ajudar o seu negócio, tanto com treinamentos, quanto com uma consultoria de Recursos Humanos, para saber mais, acesse a seção de soluções em nosso site.

 

mprado

25/mar/2019

E-Book: Gestão financeira para fazendas – Guia Prático

A gestão financeira de uma fazenda é fundamental para fazer com que ela realmente funcione de forma competitiva e inteligente no mercado. Isso ocorre pelo
fato de que uma propriedade rural necessita dos mais diferenciados controles para que possa ser gerida de uma forma competitiva e lucrativa ao mesmo tempo. Por outro
lado, muitos são os proprietários que ainda enxergam as fazendas como propriedades em que nada mais é necessário, unicamente o dono da fazenda que controla alguns funcionários.

Para auxiliar você no processo da Gestão Financeira, preparamos esse Guia, com um passo a passo completo. Basta realizar o download no link abaixo.

 

MPrado-Guia Pratico para gestão da fazenda

mprado

27/fev/2019

Passo a passo para fazer a gestão financeira da fazenda: dicas práticas de como melhorar a gestão da sua propriedade

Há uma diversidade de aspectos a que um agricultor precisa dar constante atenção, caso contrário, a lucratividade será comprometida. A gestão financeira da fazenda é uma delas, além de ser uma excelente porta para oportunidades de crescimento. Sem gestão, uma propriedade rural tende a ser deficitária, uma vez que, com o tempo, as demandas se acumulam.

Não importa se uma fazenda já conta com profissionais ou se ainda é um empreendimento familiar. Sempre é possível gerenciar melhor os processos e maximizar o lucro. Por isso, destacamos 4 dicas para você que quer controlar o seu agronegócio.

1) SABER O QUANTO GASTOU

 Isto é, qual o custo: esta é uma grande ferramenta e é fundamental que todos saibam qual o seu custo de produção. Ainda assim, apenas saber o custo de produção não é garantia/sinônimo de sucesso na atividade, pois estaremos sempre “olhando no retrovisor”, ou seja, já se gastou o dinheiro. Ao saber o custo de produção, na verdade, estou reunindo informações para decisão de ações futuras.

2) PLANEJAR O FUTURO

Terei dinheiro para pagar as minhas contas? A resposta desta questão é a principal utilidade de se ter controle financeiro, que é o Fluxo de Caixa. Saber o que terei para pagar na próxima semana, ou nos próximos 15 dias, e se terei dinheiro ou não é o principal benefício da implantação do sistema. Agora sim, estamos olhando para frente!

3) AVALIAR ONDE ESTOU

Vale a pena, economicamente, este negócio? Reunindo as informações de gastos, receitas e o capital aplicado na atividade, é possível calcularmos qual o retorno do negócio. Mais uma vez, estamos olhando para trás, vendo o resultado que obtivemos. Porém, é com estes indicadores em mãos que podemos decidir por um determinado investimento futuro como, por exemplo, aumentar a área cultivada, investir em novas culturas, construir uma instalação nova, etc. Estaremos assim, tomando decisões em cima dos nossos números.

4) USE A TECNOLOGIA

São muitos dados para se considerar, avaliar e processar, em se tratando de produção agropecuária. Nesse sentido, o uso da computação é fundamental para o controle de múltiplos elementos que precisam ser acompanhados de perto.

Utilizar softwares de gestão adaptados para propriedades rurais pode ser um importante aliado para a sua fazenda. Afinal, a gestão financeira do agronegócio, num país com alta competitividade no setor é questão de lucratividade e de sobrevivência.

mprado

27/fev/2019

Gestão dos custos na fazenda: para onde o seu dinheiro está indo?

Quanto tempo você tem dedicado para a gestão financeira do seu agronegócio? Gestão dos custos? Acha que é o suficiente para garantir a sustentabilidade e evolução do seu empreendimento? Será que você administra corretamente o seu negócio?

Todos sabemos que a gestão dos gastos é fundamental. Mas como fazer isso? Muitos fazem a gestão no caderninho, em planilhas ou em softwares. Não importa o lugar, o que importa é começar a registrar e controlar esses valores.

Em toda empresa, que vende produto ou serviço, é necessário fazer uma boa gestão financeira. No caso das fazendas, os custos podem ser divididos em 5 categorias principais, sendo elas:

CUSTOS ENVOLVIDOS NA FAZENDA

1 – Custos variáveis;

2 – Custos fixos;

3 – Custos financeiros;

4 – Custos pessoais;

5 – Custos de capital.

Sua empresa pode ser grande ou pequena, mas na agricultura sempre há inúmeras atividades. Por isso, tendo o discernimento sobre qual categoria cada custo de produção se enquadra, lhe ajudará a tomar um ponto de partida na gestão. Além disso, a rentabilidade global da empresa é diretamente relacionada com estes cinco itens citados e, entendendo-os melhor, obteremos  melhor eficiência financeira.

ALGUNS DOS BENEFÍCIOS

  • Análise sólida da saúde financeira do negócio, evitando resultados “mascarados”;
  • Planejamento de gastos, evitando gastos desnecessários;
  • Conhecimento da tributação do agronegócio;
  • Análise da melhor aplicação do capital disponível;
  • Acompanhamento de contas a pagar e a receber.

A gestão financeira, bem realizada, entrega inúmeros benefícios para o negócio, e pode ser mais descomplicada do que se imagina. A prática da gestão financeira no empreendimento propicia o seu desempenho desejado e consequente retorno do investimento nele empregado.

Com o passar do tempo, todos os custos tendem a aumentar e a produtividade agrícola deve seguir o mesmo ritmo. Por isso, é fundamental você gerir para onde está indo o seu dinheiro.

Caso tenha alguma dúvida na implementação da gestão de custos na sua fazenda fale com um dos nossos consultores. Basta clicar no botão abaixo.

mprado

27/fev/2019

Fluxo de caixa para fazendas: a importância do controle financeiro da sua propriedade

O fluxo de caixa é uma ferramenta de controle financeiro fundamental para qualquer indivíduo que queira gerenciar suas finanças. Tratando-se de uma empresa, é essencial para o bom funcionamento e sobrevivência.

O fluxo de caixa de uma fazenda consiste no controle das entradas e saídas de caixa, ou seja, registro dos recebimentos e pagamentos. A ferramenta de gestão financeira pode ser utilizada tanto para evidenciar as atividades ocorridas (passado) quanto para auxiliar no planejamento do orçamento (futuro) e por isso, ajuda na tomada de decisão do gestor da propriedade.

COMO MONTAR UM FLUXO DE CAIXA

Um passo a passo para montar um fluxo de caixa de forma simples e eficiente. Crie uma planilha que começa, em sua primeira linha, com o “saldo inicial de caixa”, que engloba todo o dinheiro que a fazenda tem como disponibilidade imediata e que pode contar assim que desejar. A linha pode ser “quebrada” em várias outras seções, detalhando o dinheiro disponível de acordo com a origem (caixa da empresa, dinheiro depositado em bancos, etc).

Quando o produtor for elaborar a estrutura do fluxo de caixa, é importante  pensar nas informações que a fazenda quer ter controle. Neste contexto, gastos muito pequenos ou pouco frequentes podem ser somados numa linha de ‘outras despesas’. Já os encargos sociais dos funcionários, por sua importância e por seu valor, merecem uma linha em específico, caso, por exemplo, dos pagamentos de FGTS e INSS.

O fundamental é que a fazenda tenha o controle de suas entradas e saídas sempre respeitando a separação entre o fluxo de caixa da fazenda com o fluxo de caixa particular do proprietário do negócio rural.

A vantagem desta prática é que o produtor passa a evitar eventuais excessos de retirada de recursos de caixa, que podem comprometer os pagamentos futuros, levando a fazenda a buscar por financiamentos não previstos, que por vezes são muito caros.

FLUXO DE CAIXA E OPORTUNIDADES

Depois de certo tempo elaborando o fluxo de caixa, o produtor pode começar a notar que as sobras podem ser aplicadas sem que se prejudique o caixa da fazenda (liquidez), e assim, pode começar a obter ganhos nas aplicações financeiras.

O fluxo de caixa, se bem feito, vai indicar até por quanto tempo essa sobra de dinheiro pode ser aplicada, o que pode ajudar na escolha pelo tipo de aplicação financeira.

Você já faz o fluxo de caixa da sua fazenda? Se não, está esperando o que para enxergar as oportunidades e ameaças para o seu negócio. Entender para onde o seu dinheiro está indo é a melhor maneira de identificar problemas e manter a organização financeira para trabalhar sempre com a conta no azul.

 

mprado

24/jan/2019

E-Book: “Gestão de propriedades Rurais. Entenda a importância de uma boa administração.”

Baixe nosso E- Book sobre Gestão de Propriedades Rurais e fique por dentro sobre sua importância e como fazer. Saiba sobre:

  • O agronegócio brasileiro e as mudanças que vêm ocorrendo;
  • As funções da administração;
  • Como evitar falhas ao administrar uma propriedade rural;
  • Dicas para gerir melhor a atividade pecuária na fazenda.

mprado

24/jan/2019

E-Book: “Sucessão Familiar”

Quando chega a hora de passar o negócio adiante?

Passar um negócio familiar adiante não é uma tarefa fácil, pois envolve o emocional de todos. Mas com planejamento é possível. Com o E-Book “Sucessão Familiar” nós vamos te ajudar a saber  qual é o melhor momento para começar a sucessão familiar de suas propriedades agrícolas. Encontre aqui as 6 etapas indispensáveis para você passar seu negócio adiante com segurança.

Sabia mais baixando esse material totalmente gratuito.

mprado

24/jan/2019

E-Book: “Lavoura em Números”

A MPrado está sempre procurando novas maneiras de auxiliar o produtor, entendemos que seu negócio é valioso e que sua fazenda é uma empresa e precisa ser gerenciada como uma. É por isso que preparamos um criamos esse conteúdo rico para os nossos clientes, E-book: “A Lavoura em Números”, com dicas e estratégias para ajudar você a transformar o seu negócio.

Para ter acesso, basta realizar o download abaixo.