E-book gratuito Revolução verde

BAIXAR E-BOOK

Blog

Quais as vantagens de se fazer hedge na produção agrícola?

PUBLICADO EM: 07/jan/2019

A agricultura moderna exige produtores profissionalizados, que busquem novos métodos para ampliar a produção e negociar obtendo boa rentabilidade, por isso vamos discutir sobre as vantagens de se fazer hedge na produção agrícola.

Uma safra de soja pode ser dividida em muitas tarefas para que tudo dê certo no final, com boa produtividade e rentabilidade. O produtor rural sabe que, antes de plantar, precisa negociar os insumos, assim como a sua entrega, adequar o solo para o recebimento das sementes, semear, aplicar corretamente os adubos, fertilizantes e agroquímicos, vender parte da produção para garantir os custos, colher, vender o restante da safra e se programar para a próxima.

Da porteira pra dentro os produtores rurais brasileiros mostram sua competência com recordes de produção a cada safra. Mas além da porteira, ele pode aumentar a lucratividade do seu negócio se profissionalizando na hora da venda. A comercialização é tão importante quanto a produção do grão. Conhecer o funcionamento e os mecanismos para venda dos produtos permitem melhorar a eficiência e ter segurança nas tomadas de decisões.

 

Arriscar ou Proteger ?

 

A comercialização de produtos agrícolas tem como uma de suas principais características a grande incerteza com relação aos preços praticados no mercado. Isso se deve graças às grandes variações climáticas a que está sujeita a atividade, bem como as variações de preço a que os produtores e demais participantes da cadeia de comercialização do agronegócio estão expostos. Além disso, existe o fator sazonal da produção, que se dá quando ocorre a colheita da safra, momento esse em que a comercialização se intensifica.

 

Assim sendo, é cada vez mais frequente que os participantes do mercado agropecuário, como produtores rurais e empresas processadoras de produtos agrícolas procurem mecanismos para se protegerem dessa instabilidade de preços, tanto na época da safra, quando os preços diminuem, quanto no momento da entressafra, onde os preços tendem a aumentar, já que todos têm a ganhar com uma comercialização economicamente eficiente e sem sobressaltos.

 

Dentro desse contexto, onde o produtor não tem certeza quanto ao preço que receberá por sua produção, da mesma forma que os processadores não sabem quanto pagarão por seus insumos, destaca-se que um acordo antecipado entre vendedores e compradores, tendo como objetivo a fixação no tempo atual do preço do produto para entrega futura poderia acabar com a incerteza entre as partes.

 

Na prática, os contratos futuros garantem que os participantes do mercado (compradores e vendedores) conseguirão negociar seus ativos a um determinado preço até determinada data.

Um velho ditado já dizia que cada macaco deve ficar em seu galho – mas falta dizer que, se lá permanecer, sem se arriscar, ele morrerá de fome. A mesma coisa vale para a agricultura. Já não há espaço para agricultores não profissionalizados, que não busquem novos métodos para ampliar a produção e negociar a colheita, para obter boa rentabilidade.

 

Entender o mercado futuro, a bolsa de mercadorias e as proteções hedge sem dúvida é uma ferramenta de gestão que dará mais segurança para o produtor ser cada vez mais eficiente no seu negócio.

Quer saber mais? Solicite contato pelo link abaixo, um dos nossos consultores entrará em contato. Sem compromisso.

Solicite uma ligação

Preencha os campos que nós entraremos em contato rapidamente. Ficaremos felizes em falar mais sobre como podemos aprimorar a gestão da sua empresa.